quinta-feira, agosto 31, 2017

Olhos e Orelhas: Segundo Quadrimestre de 2017

A literatura: «Reiniciar a Democracia - Um Guia do Cidadão para a Reinvenção da Política», Manuel Arriaga; «Quando a Atlântida Ressurgir...», Roger Facon; «A GalxMente» e «A recordação imóvel», Luís Filipe Silva; «Flash - Renascer», Ethan Van Sciver e Geoff Johns; «O Navegador da Passagem», Deana Barroqueiro; «Uma Burla Bem Sucedida», Italo Svevo; «O Olhar Sagrado das Coisas», Luís Lamancha; «Daisy Miller», Henry James.
A música: «Canta Tom Jobim», Carminho; «Get Yer Ya-Ya's Out! - The Rolling Stones in Concert», «Sticky Fingers» e «A Bigger Bang», Rolling Stones; «More», Pink Floyd; «Stage» e «Let's Dance», David Bowie; «Segundo», Toranja; «Maggot Brain», Funkadelic; «Just Another Band From L. A.» e «Waka/Jawaka», Frank Zappa; «The Six Wives of Henry VIII», Rick Wakeman; «Underground», Thelonious Monk; «Kaya», Bob Marley & The Wailers; «Wild Planet», B-52's; «Blah-Blah-Blah», Iggy Pop; «Ballbreaker», AC/DC; «Die Walkure», Richard Wagner (por Jeannine Altmeyer, Jessye Norman, Kurt Moll, Siegfried Jerusalem, Theo Adam e Yvonne Minton, e outros, com a Orquestra Staatskapelle de Dresden dirigida por Marek Janowski).
O cinema: «Knight e Dia», James Mangold; «Três Dias do Condor», Sidney Pollack; «Inferno», Ron Howard; «Rua Jump, 22», Christopher Miller e Phil Lord; «Olimpo Caiu» e «Os Sete Magníficos», Antoine Fuqua; «Chegada», Denis Villeneuve; «Joe Kidd», John Sturges; «Cães de Reservatório», Quentin Tarantino; «O Número 23», Joel Schumacher; «Capitão América - Guerra Civil», Anthony Russo e Joe Russo; «Os Idos de Março», George Clooney; «Terradoamanhã», Brad Bird; «Eu Amo-te, Philip Morris» e «Foco», Glenn Ficarra e John Requa; «Julie e Julia», Nora Ephron; «D. D. E. P.», Robert Schwentke; «Para Apanhar Um Gatuno», Alfred Hitchcock; «Tragam o Gringo», Adrian Grunberg; «Um Homem do Ribatejo», Henrique Campos; «Homens, Mulheres e Crianças», Jason Reitman; «Transportador 2», Louis Leterrier; «O Filme Batman da Lego», Chris McKay; «Bestas Fantásticas e Onde Encontrá-las», David Yates; «Isto é o Fim», Evan Goldberg e Seth Rogen; «Zoolander 2», Ben Stiller; «13 Horas - Os Soldados Secretos de Benghazi», Michael Bay; «Sonhos», Akira Kurosawa; «A Cruzar o Universo», Julie Taymor; «O Miúdo do Karaté», Harald Zwart; «Nenhuns Fios Atados», Ivan Reitman.   
E ainda...: Sociedade Portuguesa de Anestesiologia/Hospital de Vila Franca de Xira - exposição «Como é que a Anestesiologia mudou o Mundo»; Museu do Neo-Realismo - exposição «Alexandre Cabral - Memória de um resistente» + exposição «Carlos de Oliveira - A parte submersa do iceberg»; RTP2 - «Mudar de vida - José Mário Branco, vida e obra», (documentário) de Nelson Guerreiro e Pedro Fidalgo; Câmara Municipal de Vila Franca de Xira/Celeiro da Patriarcal - exposição «Cartoon Xira 2017 - Cartoons do ano 2016 (António, Bandeira, Brito, Carrilho, Cid, Cristina, Gargalo, Gonçalves, Maia, Rodrigo, Salgado)» + exposição «Quino - 60 anos de humor»; Biblioteca Nacional de Portugal - exposição «Retrospectiva do pintor António Carmo, 50 anos de pintura - A viagem» + exposição «Jazz em Portugal - 100 anos de txim, txim, txim, pó, pó, pó, pó» + mostra «Jane Austen em Portugal - (Con)textos» + mostra «Árabes e Islão na literatura e no pensamento portugueses (1826-1935)»; Fundação Calouste Gulbenkian - exposição «José de Almada Negreiros - Uma maneira de ser moderno»; Núcleo de Alverca do Museu Municipal de Vila Franca de Xira - apresentação do livro de Luís Lamancha «O Olhar Sagrado das Coisas»; Aerosmith - «AeroVederci Tour 2017» - Meo Arena, 2017/6/26 (primeira parte, RavenEye); FNAC - exposição de fotografias de Jean-Pierre Leloir «Jazz Images» (Chiado); Prince & The Revolution - «Live at the Carrier Dome, Syracuse, New York, March 30, 1985» (DVD incluído na edição especial com quatro discos de «Purple Rain»); Câmara Municipal de Loulé - exposição de pinturas de Gerda Gritzka e de Isabelle Roussies «Novas formas femininas, cores fortes do Algarve» (Galeria de Arte da Praça do Mar de Quarteira) + exposição de fotografias de Hermano Noronha e de Pepe Brix «Quarteira, da comunidade piscatória à comunidade turística - Um lugar único com futuro» (Calçadão de Quarteira).

quinta-feira, agosto 17, 2017

Opinião: Sobre «Nautas», no Público

Em artigo publicado hoje no Público intitulado «Por mares cada vez mais navegados», Nuno Pacheco escreve sobre o meu livro «Nautas – O início da Sociedade da Informação em Portugal» (editado neste ano de 2017 pelo Movimento Internacional Lusófono quando se celebram os 20 anos da edição do «Livro Verde para a Sociedade da Informação») e o que acontecia (ou não) há duas décadas em termos de modernização tecnológica. Um excerto: «Os textos coligidos nas suas páginas (três dos quais foram distinguidos no Prémio de Jornalismo Sociedade da Informação) fazem uma leitura atenta e crítica desses tempos, à medida dos seus próprios passos. E não se julgue que Portugal andou atrasado nestas matérias, como muita gente pensará. (…) Logo no primeiro texto do livro enumera-se o muito que estava em curso na ciência, na saúde, na educação, na cultura, na banca, nos transportes, no fisco (o modelo 2 do IRS já podia ser preenchido pela net desde 1996), na justiça (a Alta Autoridade Contra a Corrupção armazenara em discos ópticos, entregando-os na Torre do Tombo, todo o seu arquivo), nas comunicações, nas empresas. E ao longo dos restantes artigos e páginas seguimos o que se erguia ou até caía (exemplar é o caso do Terràvista) no irreversível caminho da navegação global, que tudo inevitavelmente atinge.» (Também no MILhafre.)